Almofada para cadeirante: qual a melhor escolha?

Almofada para quem fica o tempo inteiro sentado é de extrema necessidade. Mas por quê? Por que a pressão que sua bunda peladona sofre do peso de seu corpo contra o assento da cadeira de rodas impede a boa irrigação sanguínea nessa parte do corpo.

E quais as consequências disso?

As consequências costumam ser o surgimento de um ferimento denominado escara. Essas feridas começam pequenas e quase invisíveis, mas podem virar verdadeiras crateras.

Mas mesmo não chegando a se tornar uma cratera, elas podem causa infecção. E é justamente aí que mora o perigo maior. Infecção traz centenas de problemas, dentre eles, em casos mais graves, a morte da pessoa. Deus nos livre!

Almofada, como saber a hora de usar?

No meu caso em particular, fica muito fácil saber o momento certo em que preciso usar uma almofada, pois como tive pólio, tenho sensibilidade e sinto quando a carne está sendo machucada.

Na verdade, não consigo ficar sequer 5 minutos sentado em algum lugar sem usar almofada porque a bunda logo começa a arder e sentir muita dor. Fica claro que a pressão de meu corpo contra o assento está, sim, machucando (e muito) a carne do bumbum.

Se comigo é assim, imagina com quem não tem nenhuma sensibilidade na bunda? Não podemos nem pensar em brincar com essa situação. Devemos fazer de tudo para evitar que surja essa maldita ferida chamada escara. Ela é difícil de ser tratada, difícil de ser curada. Afinal, o cadeirante não fica em pé. Portanto, como tratar uma ferida na bunda de quem só fica sentado. A outra alternativa seria ficar o tempo todo deitado de bruços. Além de muito penoso, isso faz surgir escara em outras partes do corpo. Isto posto, tome sempre muito cuidado. Faça como eu: não largo minha almofada pra nada. E de preferência tenha mais de uma.

almofada-para-cadeirantes 2

Almofada para cadeirante: quais os critérios para sua escolha?

Na hora de escolher as minhas almofadas eu adoto 5 critérios específicos. Vamos a eles:

1 – Equilíbrio

Algumas almofadas são muito altas e excessivamente macias. Isso me tira completamente o equilíbrio e eu fico sobre ela balançando pra onde a vida quer. Como seu eu fosse uma azeitona na bandeja. Pra onde a bandeja tomba a azeitona vai com tudo. Portanto, escolha sempre uma almofada mais firme, que te permita continuar tendo uma postura equilibrada sobre a cadeira de rodas.

2 – Higiene

O material com que a almofada é feita é de suma importância. Há certos tipos de materiais que não absorvem bem o suor produzido por tantas horas sentado sobre ela e exalam um terrível mau cheiro. Tais materiais costumam acumular fungos e bactérias, o que pode ser tremendamente terrível, trazendo consequências perigosas de infecções.

3 – Temperatura

Uma das coisas mais terríveis são almofadas feitas de materiais que esquentam. Isso causa um tremendo dano ao corpo do cadeirante. E para quem tem sensibilidade, traz um gigantesco desconforto. Escolha sempre almofadas fabricadas por materiais que permanecem frios, mesmo quando sobre ele ficamos sentados por longas horas. Geralmente essas almofadas são importadas, portanto bem mais caras. Mas a saúde agradece.

4 – Tamanho

Partindo-se do princípio de que sua almofada será um objeto tão inseparável quanto a sua cadeira de rodas, ela deve ser também confortável. E não há nada mais incômodo do que uma almofada com o tamanho errado. Ela não pode ser muito grande. Deve sempre se encaixar perfeitamente na sua cadeira de rodas. Não deve ser nem muito alta, nem muito baixa a ponto de não te proteger das escaras. Também não deve ser muito comprida, pois isso provoca uma pressão excessiva na parte de trás das pernas. Isso, além de desconforto, pode também provocar feridas.

5 – Maciez

O grau de maciez de uma almofada deve sempre ser equilibrado. Nunca escolha uma almofada muito rígida, sob pena de sofrer os mesmos efeitos de um assento de cadeira comum. Também não escolha uma almofada excessivamente macia, a ponto de ceder tanto que acabe não oferecendo a proteção que sua bundona precisa e merece. E como fazer essa escolha? Só mesmo experimentando uma a uma. Por isso eu não aconselho comprar almofada pela internet, a menos (como já fiz) que você já conheça aquela marca, que você já a tenha experimentado em sua própria cadeira de rodas.

Almofada para cadeirantes: quais as melhores marcas?

Almofada-para-cadeirantes-4

Há dezenas, talvez até centenas de marcas de almofadas pelo mundo afora. Entretanto, eu (meio mundo) considera que duas delas estão no patamar de cima: a almofada Roho, e a almofada Jay. Particularmente eu uso a segunda e estou muito satisfeito com ela. Já tem quase 3 anos, nunca deu problema alguma. Não cheia mal, não esquenta e tem o grau de maciez exatamente no ponto de equilíbrio. Mas esta escolha é extremamente pessoal. É preciso experimentar e se adaptar à almofada que vá de atender.

No mais, eram essas as minhas dicas de hoje. Continue passeando aqui pelo site. Veja meus outros artigos, pois sempre pode haver uma dica importante para seu dia a dia. Deixe seu e-mail cadastrado e fique por dentro de todas as nossas novidades. Compartilhe este artigo, pois pode ser muito importante para outras pessoas.

O que você achou? Deixe seu comentário: