Falta de Acessibilidade Prejudica Estudos do Cadeirante

Quem usa cadeira de rodas como eu, sabe de todas as dificuldades que o cadeirante enfrenta para se locomover pelas cidades brasileiras, que são totalmente sem acessibilidade. Aliás, sem nenhuma norma de acessibilidade implantada em locais públicos.

Esta sempre foi minha grande luta na minha busca por conhecimento. E eu sempre busquei muito por conhecimento nas mais diversas áreas. mas sempre tive que vencer arduamente a danada da falta de acessibilidade.

Você precisa partir do princípio de que o conhecimento é a principal arma do cadeirante.

Antigamente uma pós-graduação era um enorme diferencial. Hoje é obrigação básica. Também o inglês era uma coisa de outro mundo. Quem sabia um idioma estrangeiro era como quem tem um olho em terra de cego.

Entretanto, hoje tudo isso é a mais básica das exigências. Tentar entrar no mercado de trabalho sem esses requisitos é como entrar em uma guerra usando apenas um canivete, enquanto seus adversários estão armados de fuzis, metralhadores e canhões.

Mas a grande dificuldade para o cadeirante na busca de conhecimento através de cursos físicos sempre foi a falta de acessibilidade. Nem todos os lugares possuem elevadores para cadeirantes ou mesmo rampas de acesso para cadeira de rodas.

Também o transporte público não ajuda em absolutamente nada em termos de acessibilidade. Embora hoje os ônibus tenham elevadores para cadeirantes, geralmente não funcionam ou os motoristas não sabem operá-los.

Carros adaptados para cadeirantes ainda são muito caros. Apesar de projetos de abatimento em impostos, o carro adaptado para cadeirante continua com preços bastante elevados. Isso já elimina mais da metade dos cadeirantes brasileiros da possibilidade de possuir este tão necessário meio de transporte, que poderia resolver (e muito) sua questão de acessibilidade para deslocamentos maiores.

Quando, depois de vencer todos esses obstáculos, o cadeirante (sem acessibilidade) finalmente consegue chegar aonde vai fazer seu curso na sua busca por conhecimento, encontra outro problema: a falta de banheiro acessível para cadeirantes.

Pela falta de banheiro acessível para cadeirante eu já passei por muitas dificuldades. Precisava ficar segurando minha vontade por horas a fio. Isso prejudicava imensamente meu aprendizado. Mas nem todos os cadeirantes conseguem segurar e vencer mais essa questão de acessibilidade.

A falta de acessibilidade para o cadeirante, o que mudou?

falta de acessibilidade

De uns tempos para cá, muita coisa avançou na questão da falta de acessibilidade para o cadeirante. Mas ainda há muito o que fazer.

Um dos maiores e mais vergonhosos problemas é a total falta de respeito por parte de muitos andantes, que estacionam folgadamente seus carros nas vagas reservadas para deficientes físicos. É muita cara de pau!

Além de causar uma profunda indignação, essa atitude nos prejudica imensamente, pois não conseguimos estacionar a um quarteirão do local onde precisamos entrar para estudar ou para outro compromisso qualquer.

Por tudo isso, os estudos através da internet têm se tornado cada vez mais populares. Ah se na minha juventude já houvesse essa bênção…

Infelizmente poucos cadeirantes e demais pessoas com deficiência fazem bom uso dessas ferramentas.

Você precisa entender que com conhecimento de língua estrangeira, preferencialmente o inglês (que pode ser aprendido pela internet) você pode fazer, de dentro de sua casa, trabalhos para empresas do mundo todo.

Hoje o trabalho remoto já é uma realidade. E eu o considero a maior das oportunidades para pessoas com deficiência. Mas para ocupar essas vagas de trabalho ideais, o cadeirante precisa adquirir conhecimento.

Mas se você está lendo este artigo, já é um gigantesco passo nesta direção. Esta leitura (com toda a humildade) também é aquisição de conhecimento, pois pode te dar dicas que até então você não tinha sequer imaginado.

As quatro mais importantes invenções da humanidade, levando-se em conta o nível de revolução que causaram nas pessoas, são:

  1. A roda
  2. O arado
  3. A prensa
  4. A internet

Está gostando?

Deixe seu e-mail abaixo e continue lendo.>

Estamos vivendo apenas a ponta do iceberg, o nascedouro desta invenção que mudou por completo tudo na História da humanidade. Ainda sequer sabemos aonde tudo isso vai dar.

Minha tristeza é que a maioria não descobriu os verdadeiros benefícios desta ferramenta, e a usam apenas para ler e repassar piadas inúteis ou até de muito mau gosto.

Tudo bem, precisamos (e eu também gosto) de nos divertir. Mas as pessoas estão apenas nesse patamar. Não usam a internet para subir ao próximo nível.

Entretanto, há uma minoria que já entendeu a batida da lata e está flutuando nas nuvens. São pessoas que usam a internet para aprender e depois convertem todo esse aprendizado em trabalhos altamente rentáveis.

Muitas vezes começam um trabalho online como um hobby e rapidamente se desenvolvem tanto, a ponto de este se tornar sua atividade principal. E não são raros os casos em que seus ganhos superam o de toda a família (falaremos mais disso em outro artigo).

Tudo isso porque souberam bem aproveitar esta fantástica ferramenta do conhecimento chamada internet.

Esta é, a meu ver, a grande saída, a grande oportunidade do cadeirante e de todas as demais pessoas com deficiência. Pois estudar e trabalhar através da internet não exige nenhum sacrifício com a crônica falta de acessibilidade e desrespeito que nós cadeirantes brasileiros enfrentamos todos os dias em nosso país.

Tudo que você precisa para mudar sua realidade é de atitude (para isso não precisa de acessibilidade). Quando tomamos atitude e estabelecemos uma meta, passamos a trabalhar consistentemente nela. Quando menos percebemos, os resultados maravilhosos começam a pipocar. Depois a coisa vira uma bola de neve positiva. Você atinge um excelente nível de conhecimento e isso se transforma em renda.

É assim que a coisa funciona. Mas antes é preciso buscar o conhecimento. Nossa sorte é que hoje ele está aqui, nessa mesma tela na qual você está lendo este artigo. Basta dar um clique, tanto num botão quanto (e principalmente) na sua mente. No mais, você vai descobrir que o céu é o limite.

Um forte abraço, sucesso e que Deus te abençoe.

Junte-se a nós!

Deixe seu e-mail e receba vídeos e dicas imperdíveis para você ter qualidade de vida!>

O que você achou? Deixe seu comentário: