Vaso sanitário para cadeirante, qual o ideal?

Vaso sanitário para cadeirante, qual o ideal? – Já perdi a conta das vezes que me fizeram esta pergunta. A indústria de louça sanitária criou uma coisa esdrúxula, um vaso sanitário com uma grande corte na parte da frente de sua borda. Creio que ninguém perguntou ao cadeirante em que aquilo o poderia ajudar. Nenhum cadeirante (repetindo: nenhum) gosta daquela coisa horrorosa. E por quê? Muito simples: nós cadeirantes precisamos nos apoiar em praticamente tudo. E na hora de fazermos nossas necessidades, antes nos sentamos na borda do vaso para tirar a calça, depois para fazer nossa higienização e, por fim, para vestir novamente roupa.

Vaso sanitário para cadeirante, qual o ideal? – além de tudo dito acima, temos que lembrar que nós cadeirantes não possuímos equilíbrio na coluna, e aquele maldito corte na borda do vaso sanitário nos faz cair. Algumas vezes caímos fora outras dentro. Cair fora ainda vai, mas cair dentro do vaso… Deus me livre!

Vaso sanitário para atender ao cadeirante: Qual, então é o melhor?Nada mais do que o vaso comum.

O vaso com o corte na borda custa muito mais caro e não atende a ninguém. Além de desestimular o empreendedor que precisa construir um banheiro que atenda às pessoas usam cadeira de rodas, ele lhe dá um baita prejuízo, pois a indústria de louça sanitária aproveita-se da obrigatoriedade da lei e explora o comerciante.

Portanto, se você está prestes a construir um banheiro adaptado para pessoas com deficiência, não caia nessa armadilha. Instale um vaso comum, pois é este que atende de modo seguro e confortável as pessoas com mobilidade reduzida e sem equilíbrio físico.

Na hora de construir qualquer adaptação para pessoas que fazem uso de cadeira de rodas, busque sempre orientação de alguém que, de fato, use cadeira de rodas. Nem sempre o arquiteto (infelizmente) é o mais indicado. Mesmo porque muitos deles indicam produtos que são de interesse da indústria de acabamentos.

Fique de olho, abra espaço para a opinião de seu público, para a opinião daquele que vai usar o que você quer oferecer. Somente esta pessoa saberá lhe dar a melhor e mais correta orientação.

O que você achou? Deixe seu comentário: